X
Pólipos: Quais são os Sintomas? - Clínica Ayroza Ribeiro - Ginecologia Minimamente Invasiva
Pólipos: Quais são os Sintomas?

Os pólipos endometriais são responsáveis por aproximadamente um quarto dos casos de sangramento genital anormal em mulheres na pré-menopausa e na pós-menopausa.

A metrorragia (sangramento vaginal abundante fora da menstruação) e a mancha intermenstrual ("spotting") são os sintomas mais frequentes em mulheres com pólipos endometriais, ocorrendo em cerca de metade dos casos sintomáticos. Outros sintomas menos frequentes incluem sangramento na pós-menopausa e sangramento de escape durante a terapia hormonal. Deve-se ressaltar no entanto que muitos pólipos são assintomáticos e seu diagnóstico se faz somente como achado ocasional em exames de imagem realizados durante a visita de rotina anual ao ginecologista.

As opções de diagnóstico diferencial de sangramento genital em mulheres na pós-menopausa são menos amplas que as observadas em mulheres na menacme (fase reprodutiva da vida da mulher, bem antes da menopausa), pois as várias causas de sangramento anormal nesta faixa etária, como a anovulação, são menos relevantes.

É controverso se o pólipo endometrial contribuir para a infertilidade ou mau prognóstico gestacional, como abortamento. O achado de uma anomalia uterina não é, em si, uma indicação de intervenção cirúrgica, pois não há a comprovação das repercussões desta anomalia sobre os aspectos funcionais da fertilidade. No entanto, quando um mioma submucoso, um pólipo endometrial, o útero septado ou sinéquias uterinas são descobertos em uma paciente com dificuldades para engravidar ou com abortos de repetição, a terapia cirúrgica com remoção, ou correção destas afecções deve ser considerada.

Sugere-se que a remoção histeroscópica de pólipos endometriais possa aumentar a taxa de gravidez em mulheres submetidas à inseminação intrauterina. Assim, considerando-se estes dados e outras evidências de que a distorção da cavidade uterina por miomas submucosos e, possivelmente, intramurais possa diminuir a taxa de gestação a termo, recomenda-se a remoção dos pólipos endometriais antes de um ciclo de FIV.


Leia também
Ferramenta ajuda no tratamento de endometriose profunda

Dispositivo de dissecção ultrassônica sem fio ajuda a separar tecidos comprometidos sem a necessidade de suturar, cortando e cauterizando a parte indesejada com o calor do ultrassom, de forma minimamente invasiva.




Ginecologista Helizabeth Salomão fala sobre características da endometriose

É preciso ficar atento aos sintomas da doença e investigar as causas, diz especialista




Dra. Helizabet Salomão tira dúvidas sobre métodos anticoncepcionais

Em entrevista ao programa Bem Estar, Ginecologistas ajudam na Decisão que deve ser tomada sempre com orientação do médico.




O que é endoscopia ginecológica?

A endoscopia ginecológica é uma técnica que utiliza pequenos aparelhos chamados de endoscópio para visualizar o interior do abdômen e dos órgãos genitais.