X
Pólipo endométrio: Quando e como tratar? - Clínica Ayroza Ribeiro - Ginecologia Minimamente Invasiva
Pólipo endométrio: Quando e como tratar?

O seguimento clínico das pacientes submetidas a cirurgia para retirada dos polpos (polipectomia) demonstram melhora dos sintomas em 75% a 100% das pacientes operadas. O método mais eficaz para a remoção dos pólipos endometriais é a histeroscopia cirúrgica, que pode ser realizada de forma ambulatorial com o set de Bettocchi ou hospitalar com o ressectoscópio.

Outras técnicas como a curetagem ou a aspiração manual intrauterina, são menos eficazes na remoção completa dos pólipos, permitindo por consequência maior percentagem de reformação dos mesmos.

Recomenda-se a utilização rotineira da histeroscopia cirúrgica para a remoção dos pólipo endometriais pois as outras técnicas, em especial a curetagem uterina, pode "perder" ou não identificar pequenos pólipos ou outras anormalidades estruturais uterinas.

A polipectomia pode melhorar a fertilidade em mulheres subférteis com pólipos endometriais assintomáticos. Esta conduta encontra suporte na literatura em estudo que demonstrou que a remoção histeroscópica dos pólipos endometriais em mulheres submetidas a inseminação artificial intrauterina, melhorou significativamente a taxa de gravidez (63% e 28%, respectivamente).



Leia também
Ferramenta ajuda no tratamento de endometriose profunda

Dispositivo de dissecção ultrassônica sem fio ajuda a separar tecidos comprometidos sem a necessidade de suturar, cortando e cauterizando a parte indesejada com o calor do ultrassom, de forma minimamente invasiva.




Ginecologista Helizabeth Salomão fala sobre características da endometriose

É preciso ficar atento aos sintomas da doença e investigar as causas, diz especialista




Dra. Helizabet Salomão tira dúvidas sobre métodos anticoncepcionais

Em entrevista ao programa Bem Estar, Ginecologistas ajudam na Decisão que deve ser tomada sempre com orientação do médico.




O que é endoscopia ginecológica?

A endoscopia ginecológica é uma técnica que utiliza pequenos aparelhos chamados de endoscópio para visualizar o interior do abdômen e dos órgãos genitais.